Header Ads

Header Ads

A Estrada da Noite (Joe Hill)

Judas Coyne é um astro de rock que coleciona coisas estranhas e após comprar um "paletó assombrado" passa a ser perseguido pelo fantasma do mesmo. Então ele e a namorada gótica partem em busca de uma forma de se livrarem dessa maldição.
No decorrer da história descobrimos que o Fantasma que atormenta Judas está muito mais conectado a ele do imaginamos.


O livro é legal, mas não chega a dar medo. No começo até dá para levar alguns sustos, ficar tenso e tals, mas depois de um tempo você se acostuma a fórmula do autor e aí  meio que já espera o que que vai acontecer.
Eu não estou falando que o livro é ruim, de forma alguma, é mais ou menos como um filme de sessão da tarde, você se diverte, mas não entra para as obras-primas do terror nem para lista dos favoritos como Hell House, que já resenhei (esse deu medo!).

Um lance legal no livro são as histórias de aparições de fantasmas, isso causa um certo medinho. Também achei bacana a ideia dos "olhos riscados" para os fantasmas isso cria uma associação para o leitor, então quando o autor fala de algúem com olhos riscados, não é preciso mais nada você já sabe do que ele está querendo dizer e algumas vezes, acreditem em mim, isso é tenso.

"Mais cedo ou mais tarde os mortos nos alcançam..."



Editora: Sextante
Paginas: 254
Nota: 7


4 comentários:

  1. Adorei esse livro, não pelo fato de dar medo, porque mesmo com suspense geralmente não me assusto com essas coisas, uma vez que sou fã de filme de terror, mas a narrativa do autor e a forma que ele consegue desenvolver a trama é que me atrai, torna a leitura rápida e gostosa. Ponto para Joe Hill.

    http://sempre-lendo.blogspot.com/

    Abraços
    Juan

    ResponderExcluir
  2. Ei!
    Sessão da tarde? Então não deve dar medo nenhum.
    Eu comprei este livro há um tempão, mas ainda está ali parado. Vou ler assim que encaixá-lo na fila =)
    Bjins

    ResponderExcluir
  3. @Juan
    Ponto mesmo! Estou com o Pacto para ler...

    ResponderExcluir
  4. @Luciana Mara
    Então Lu, achei bem leve...mas super legal!

    ResponderExcluir

Disqus for Sempre Nerd