ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

02 junho 2012

Um Mundo Brilhante (T. Greenwood)

Editora: Novo Conceito
Autor: T. Greenwood
Páginas: 336
Nota do Sempre Nerd: 3/5

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu.

A vida Ben não é exatamente aquilo que ele sonhava. Ele é doutor em história, mas trabalha como professor adjunto na faculdade local e para complementar a renda é barman no período noturno. Seu relacionamento com sua noiva Sara já não é como antes, ele se sente cada vez mais só. Assim ele vai levando, até que um dia encontra o corpo de um jovem indígena em frente a sua casa. 
Como a polícia faz pouco caso do acontecimento, Ben passa a querer solucionar o assassinato, ele fica obsecado em descobrir o que aconteceu ao jovem e como ele foi acabar ali, praticamente espancado até a morte, e assim ele conhece Shady a irmã do garoto e fica encantado por ela. Apartir de então ele começa a questionar sua vida e sua escolhas. E surge um dúvida inevitável: se entregar a essa paixão ou continuar ao lado de sua noiva Sara, levando um vida mediana.

Sara é uma garota mimada, filha única, que sempre consegue o que quer manipulando Ben sem que ele perceba . No passado eles foram muito felizes juntos, mas depois do noivado Ben já não tem tanta certeza se essa é a vida que ele realmente deseja.
Vi que muitas pessoas odiaram essa personagem, mas eu simplesmente acho que as atitudes de Sara são decorrentes da covardia de Ben. Algumas vezes eu senti raiva dela sim, mas em outras eu senti pena. Acho que ela simplesmente quer ser feliz e não consegue enxergar o quanto os dois estão desgastados por continuarem juntos.

Ben é o personagem mais covarde que já conheci. Ele está acomodado e não toma nenhuma atitude que o tire de sua zona de conforto e por isso vai aceitando ser controlado por Sara.

Shady é a irmã de Rick (o garoto navajo) ela é simples e alegre e é isso que encanta Ben os leitores.

A história é narrada em terceira pessoa, com capítulos curtos. A autora escreve com naturalidade o que deixa a narrativa rápida e dinâmica.
Uma parte da história é focada no assassinato do garoto, com Ben tentando ajudar Shady a descobrir o que aconteceu e a outra na vida e nas escolhas de Ben.

Eu gostei do livro, acho que vale a pena ler, porque de alguma forma ele nos fala sobre nossa escolhas e como elas afetam as nossas vidas e vida de outras pessoas. Ele fala de felicidade e redenção.

O relacionamento de Sara e Ben pode ser o reflexo de muitos na vida real, onde uma das partes simplesmente se sacrifica em prol de satisfazer a vontade do outro deixando assim ambos infelizes. Pessoas que se julgavam completamente felizes em seus relacionamentos no inicio simplesmente já não estão mais. É só pensar em quantos casamentos estão se desfazendo. E alguma pessoas apenas mantém o relacionamento por puro comodismo e medo.

E embora o final tenha desagradado a muitos eu gostei, achei que ele foi totalmente cabível, principalmente considerando a personalidade fraca, manipulável e covarde de Ben.

Como eu disse é um livro que vale a pena ser lido, eu recomendo.

11 comentários :

  1. Ben realmente é covarde, não tira lição de nada! Apesar de tudo eu gostei no livro...rs. Adoro receber opiniões Nina e acho mágico o efeito diferente que um livro pode provocar em cada pessoa né?!
    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline!
    Quando terminei de ler Um Mundo Brilhante sabe qual foi minha reação? Atirá-lo do outro lado da sala!
    Eu detestei o final! O Ben simplesmente não aprendeu nada com tudo o que viveu e continuou um covarde, preso a uma vida que ele não ama. Foi covarde o tempo todo e não assumiu o que sente e o pensa...

    Eu odiei esse livro!

    B-jussss! ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Sora!! O Ben é um idiota mesmo né, rsrsrs.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Ju, é exatamente isso "confundir felicidade com comodismo" , não posso dizer que o livro seja maravilhoso, mas acho que vale a leitura, sempre podemos aprender alguma coisa com os livros.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Vale a pena conferir sim! Bjs

    ResponderExcluir
  6. Espero que vc goste, tem muitas opiniões divergetnes, rsrsr
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Super ansiosa para a hora de poder ler esse livro! Espero que o livro não decepcione minhas expectativas.

    ResponderExcluir
  8. Nossa pela resenha e a sinopse eu fiquei super interessada em ler o livro mas pelos comentários fiquei na dúvida. Também prefiro as pessoas com coragem de correr atrás da felicidade. Só lendo para decidir...

    ResponderExcluir
  9. É incrível como nós seres humanos temos a capacidade de confundir felicidade com comodismo, nos prendemos ao passado como se este fosse perfeito sem pensarmos que cada dia que vivemos no dia seguinte será nosso passado.
    Acredito que pelo que diz não vou gostar muito no final, não gosto de personagens sem personalidade e isso me irrita bastante.
    Parabéns pela resenha!
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Aline!
    Eu já li o livro e concordo com você. Gostei da história, mas não gostei do Ben!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir