ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

10 agosto 2012

O Cemitério (Stephen King)

Editora: Objetiva
Autor: Stephen King
Páginas: 287
Nota: 4/5

Louis Creed, jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. Uma casa boa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos. Num dos primeiros passeios para explorar a região, conhece um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. A princípio, Louis se diverte com as histórias fantasmagóricas do velho vizinho Crandall. Só aos poucos começa a perceber que o poder de sua ciência tem limites. Prepare-se para páginas de puro pavor. Em uma de suas mais terríveis histórias, Stephen King mostra como a dor e a loucura, muitas vezes, dividem a mesma estrada.

Um dos grandes trunfos do King é saber conduzir o leitor, ele cria uma trama tão bem elaborada e narra de forma tão natural, que parece que aquela história realmente aconteceu. Ele tem esse dom de envolver os leitores aos poucos, sem pressa, fazendo com que criemos vínculos com as personagens e com seus dramas. Em O Cemitério acompanhamos a história de Louis Creed que se muda para uma nova casa, para assumir seu novo emprego de médico na Universidade.
Aos poucos ele e a família se adaptam ao novo ambiente e criam uma forte amizade com os vizinhos da frente Jud e e Norma Crandal (um casal de idosos), porém tudo começa a mudar quando o gato Church, de sua filha Ellie, é atropelado na estrada e Jud apresenta a Louis o cemitério Micmac, um cemitério que fica escondido um pouco além do "semitério" dos bichos (criado pelas próprias crianças enterrarem seu animais). O Cemitério micmac, conforme a lenda é um lugar diabólico e poderoso e Louis Creed sentirá isso na própria pele.

No decorrer da história podemos perceber que o cemitério tem influência sobre as pessoas, suas atitudes e ações e também sobre os eventos que as rodeiam, manipulando-as, pois aquele lugar é o mal puro.

O filme Cemitério Maldito é uma adaptação do livro e como a maioria das adaptações é bem fraquinha, o filme conta com uma pequena participação do mestre King como reverendo.  Quando eu era criança morria de medo desse filme.
O livro é muito mais completo e assustador, principalmente por que nos faz pensar que ás vezes a morte é a melhor opção e que aquilo que morreu deveria continuar morto, por mais que isso doa....

Um dos momentos mais tensos do livro para mim, foi o momento em que Louis entra no cemitério micmac pela segunda vez, é um momento de extremo terror, eu me arrepiei. O final do livro também é bem elaborado e assustador. Mais uma vez o King consegue mexer com os nervos de seus leitores e muito bem diga-se de passagem.

Obs: enquanto eu lia o livro meu lembrei de um conto que segue essa mesma linha de pensamento "A Mão do Macaco" do inglês W.W. Jacobs e o engraçado é que King cita ele bem depois durante o livro. Quem puder conferir vale a pena. Eu o li em Contos de Horror do Século XIX.

2 comentários :

  1. Oi Aline!

    Eu estava lendo o seu perfil agora e cheguei à conclusão de que somos gêmeas separadas ao nascer!! hehe
    A nossa única diferença é a profissão... De resto, tudo igual. :)

    Acredita que recebi esse livro neste mês em uma troca?
    Sou fã do Stephen King!! Faz um tempão que quero ler O Cemitério.
    Realmente deve ser de arrepiar os cabelos!

    Preciso ler o quanto antes!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Amo Stephen king!! E adoro tb o livro!!
    Para saber mais informações sobre o Mestre: http://www.facebook.com/pages/Mundo-Stephen-King/136185613164276

    ResponderExcluir