Header Ads

Header Ads

O Natal de Poirot (Agatha Christie)

Oi pessoa!

Hoje irei compartilhar com vocês mais uma leitura digital:  "O Natal de Poirot" da Agatha Christie. Já perceberam que gosto da autora, né! rs


Simeon Lee era um homem idoso e rabugento. Pai de 4 filhos e 1 filha, viúvo. Cada um de seus filhos possuem características bem peculiares:

  • Alfred é o "capacho" do pai. Casado com Lídia e vive na casa do pai;
  • George é deputado e casado com uma mulher mais nova: Magdalene, bonita e fútil. Moram em outra cidade;
  • David é artista e fugiu de casa após o falecimento da mãe. Não perdoa o pai por tudo que a fez sofrer, é casado com Hilda;
  • Harry é o que mais se parece com o pai, tanto fisicamente, como na personalidade terrível. Vive uma vida desregrada e aplicando golpes aqui e ali;
  • Jennifer casou-se com um espanhol e teve uma filha: Pilar. Faleceu há um ano.
Esse é o retrato da família Lee.

Poucos dias antes do Natal, Simeon Lee, o pai, resolve causar uma situação bem constrangedora para seus filhos. Convida cada um para a ceia de Natal, sendo que os mesmos não sabem que lá se reencontrarão. Como a filha é falecida, quem vai ao encontro de Simeon é Pilar, a neta.

Faltando dois dias para o Natal, Simeon reúne a família e arma uma situação para que todos ouçam sua conversa com o advogado ao telefone, ele está pedindo a mudança do seu testamento. É claro que isso causou o maior furor em todos, visto que Simeon fez fortuna, com diamantes, na África do Sul.

Após constatar que todos ouviram seu pedido ao advogado, Simeon, começa a fazer o que faz de melhor: agredir verbalmente a todos os seus familiares. É uma situação horrível! E na mesma noite é assassinado em seu quarto, após uma luta corporal que pode ser ouvida em quase todas as partes da casa.

Como sempre, Poirot está "por acaso" na localidade que ocorrem os eventos e acaba sendo envolvido para solucioná-los.

Nessa trama não gostei muito da postura de Poirot. O personagem está diferente, sem suas manias e peculiaridades que dão todo o toque especial às obras.

Mais uma vez não acertei o assassino, kkkkkk. Mas desta vez, após a explicação de Poirot, percebi que as pistas deixadas pela autora foram mais contundentes, eu que não fiquei ligada nos detalhes.

Fiquei chateada com os erros de concordância, que foram muitos! 

Bem pessoal, esse foi um Natal que não desejo a ninguém, rsrs. E vocês já conheciam essa trama da Agatha? Já leram?


 P.S.: Essa resenha também foi postada no Cantinho da Gladys.


Fiquem com Deus e até a próxima.

Gladys Sena.

Plágio é crime!

Um comentário:

  1. Oi Gladys, são raras as vezes em que acerto o assassino da Agatha, não é a toa que é a Rainha do Crime. Tenho a impressão que este eu ainda não li, pois não consegui lembrar da estória conforme ia leno sua resenha.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Disqus for Sempre Nerd