ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

27 maio 2014

Colin Fischer (Ashley Edward Miller, Zack Stentz)

Editora: Novo Conceito
Autor:  Ashley Edward Miller, Zack Stentz
Páginas: 176
Nota do Sempre Nerd: 4/
Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local. Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê…

Colin é um garoto de 14 anos, ele tem síndrome de Asperger, que é uma variação de autismo. Colin tem dificuldade para entender expressões faciais, portanto anda com um caderno onde assimila cada expressão com o desenho no caderno, ele também não gosta de ser tocado, tem pouca habilidade social e não consegue entender sarcasmo e ironia. Para ele a rotina deve ser lógica e objetiva.

No colégio Colin sofre bullying, piadinhas, brincadeiras de mal gosto e é excluído dos grupos, mas os autores não tratam isso de forma pesada. Colin é inteligente e tem um QI muito acima da média, então tem uma percepção diferente das coisas. Tudo o que ele não consegue compreender ele anota em seu caderno inseparável para pesquisar depois.

Certo dia, durante o intervalo acontece um disparo e a arma é deixada no refeitório. A princípio a culpa cai sobre Wayne, o valentão da escola, porém Colin sabe que a arma não é dele e está disposto a descobrir de quem é e provar a inocência do garoto.

Devido a sua inteligência, Colin consegue ver detalhes que escapam as outras pessoas e seu jeito metódico e imparcial, vai ajudá-lo na investigação.

Antes de tudo Colin Fischer é um livro reflexivo. Apesar de conter um "que" de mistério, ele aborda, mesmo que de forma leve, a Síndrome de Asperger e tenta abrir os olhos para a dificuldades que seus portadores podem enfrentar na sociedade. 

Gostei muito da forma como a trama foi conduzida, Colin não se esforça para ser aceito em nenhum grupo, ele não se sente excluído e nem cria drama, ele apenas quer seguir sua rotina diária e ajudar a provar a inocência de Wayne, em nenhum momento o livro fica pesado. Mas o que eu mais apreciei foi a forma natural como a amizade entre Colin e Wayne vai surgindo, aos poucos, uma forma doce de quebrar barreiras e preconceitos.

O livro possui humor sem parecer forçado e uma narrativa super rápida, uma vez que o leitor começa não consegue parar. 

Com um enredo inteligente e bem conduzido, o leitor vai acompanhar uma adorável história sobre amizade e superação e conhecer um personagem inesquecível.

3 comentários :

  1. Oi, Aline
    Quero ler este livro desde o lançamento. Os autores abordam um assunto sério, mas de uma maneira leve. Acho que eu vou gostar muito desse livro. Acho a capa muito legal.

    ResponderExcluir
  2. De uns tempos pra cá aumentou bastante a publicação de livros que abordam a temática sobre autismo ou similares né?
    Achei bem interessante a resenha. Com certeza pessoas que tem essa doença tem uma inteligência meio enrustida. Esse livro parece ser bem interessante.

    Bjok

    ResponderExcluir
  3. Francine Porfirio3 de junho de 2014 23:15

    Não dava nada para esse livro e agora acabo de levar um tapa! (kkkk) Aline-flor, nem sabia sobre o que se tratava esta obra. Interessei-me completamente por ela agora. :) Outro livro falando sobre Asperger, mas que não se limita somente ao bullying que as crianças com este espectro autista sofrem. Gostei de avançar para as habilidades também características desta síndrome. Com certeza, lerei!

    Beijos!

    http://myqueenside.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir