Header Ads

Header Ads

Manuscritos do Mar Morto (Adam Blake)


Série: Leo Tillman & Heather #1 
Editora: Novo Conceito
Autor: Adam Blake
Páginas: 480

Manuscritos do Mar Morto - A ambiciosa policial Heather Kennedy está em seu trabalho mais difícil: seus métodos de investigação são criticados e ela está sendo assediada por colegas rancorosos porque não lhes dá atenção.Até que lhe é atribuída o que parece ser uma investigação de rotina, sobre a morte acidental de um professor da Faculdade Prince Regent, mas a autópsia deste caso volta com algumas descobertas incomuns: o inquérito vincula a morte deste professor às de outros historiadores que trabalharam juntos em um obscuro projeto sobre um manuscrito do início da Era Cristã.Em seu escritório, Kennedy segue com sua investigação e logo se preocupa com o rumo para onde está sendo levada. Mas ela não está sozinha em sua apreensão. O ex-mercenário Leo Tillman — seu futuro parceiro — também tem angustiantes informações sobre estes crimes. E sobre a misteriosa organização mundial a que os crimes se relacionam… Escondido entre os pergaminhos do Mar Morto, um códice mortal pretende desvendar os segredos que envolvem a morte de Jesus Cristo.Entre um terrível acidente de avião no deserto americano, um brutal assassinato na Universidade de Londres e uma cidade-fantasma no México, Manuscritos do Mar Morto é o mais emocionante thriller desde O código Da Vinci.


Oi amiguinhos, todos bem?
Esse livro foi um desafio pra mim, já que foi algo diferente da chamada “zona de conforto”, que todo leitor tem. Sempre tem um estilo que nos agrada mais que outros.  E thriller na pegada de Código Da Vinci, não é algo corriqueiro para mim.
Heather Kennedy é uma policial rejeitada pelos colegas de trabalho, devido a um incidente que ocorreu há um certo tempo, algo que não poderia ser mudado devido a sua ética e senso de justiça. Por isso recebe trabalhos sem muita importância ou que nenhum outro policial queira fazer.
Depois que a autópsia do professor Stuart Barlow, que trabalhava em uma renomada Universidade de Londres, acusou homicídio, contrariando o relatório dos policiais que investigaram três semanas antes e deram o laudo de morte acidental por ter caído de uma escada, o chefe da Divisão jogou o abacaxi nas mãos de Heather para descascá-lo e resolver tudo com a ajuda de um detetive novato. Heather não poderia ficar mais animada.
Paralelo a esses fatos, temos Leo Tillman, um ex mercenário, que busca de todos os modos encontrar sua família desaparecida, de forma misteriosa, e fazer justiça com as próprias mãos. Nessa busca que já ocorre há 13 anos, Leo descobriu um nome: Michael Brand e nada mais. Brand é uma incógnita, só depois da trama ter avançado bastante que descobrimos a sua real identificação e quais são as suas reais motivações.
A narração começa no núcleo de Kennedy até o ponto que Heather e Leo se conhecem e começam a “trabalhar” juntos para encontrar Michael Brand e juntar todas as pontas soltas que ambos encontraram em suas investigações. Não é um romance, nem amizade, é apenas uma caçada a um homem que deixa um rastro de morte por onde passa.
Existe muito pano de fundo histórico, explicações sobre manuscritos antigos, gnosticismo e um suposto Evangelho de Judas.
Todos os personagens são bem construídos e importantes no desenrolar dos fatos. São muitos personagens, pois ainda tem outra situação paralela a tudo isso,  que é a queda de um avião no deserto do Arizona.
Não é um livro arrebatador, mas consegue prender o leitor a cada virada de página, no meu caso teclada no dispositivo, rs.
Quem já leu, curtiu? Quem pretendo ler?

Quotes:
“Quando se tratava de matar, Tillman era preciso e profissional, e sua escolha de drogas refletia isso.”
“Quando um homem poderoso se vê indefeso, a força se torna fraqueza.”
“As primeiras seitas cristãs estavam em guerra umas contra as outras, e frequentemente contra os governos locais também. Tinham todas as razões do mundo para esconder mensagens.”
Leitura que fiz no mês de fevereiro para o desafio “Alphabet Soup Reading Challenge”

P.S.: resenha também publicada no Cantinho da Gladys.

Atenciosamente.
Gladys Sena

Nenhum comentário:

Disqus for Sempre Nerd