ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

04 agosto 2015

O Dom (Robert Ovies) - Ed. Verus

Série: -
Editora: Verus Editora
Autor: Robert Ovies
Páginas: 336
Nota do Sempre Nerd: 4,5/5 

Quando C. J. Walker, um garoto de nove anos, encosta no braço da amiga de sua mãe no velório e sussurra o desejo de que ela não estivesse morta, só está tentando fazer a coisa certa. Mas, no momento em que a mulher desperta, a tempestade que se segue não pode ser contida. Pessoas aterrorizadas, dentro e fora das fronteiras da cidade, exigem saber quantos de seus entes queridos podem ter sido enterrados vivos pelo mesmo agente funerário, ou por qualquer outro. Porém a prova de que C. J. Walker pode realmente despertar os mortos é filmada em segredo e então veiculada publicamente. Em uma única manhã, a mãe de C. J., Lynn, vê sua casa se tornar uma fortaleza e seu filho, um alvo. Indivíduos de luto, desesperados para que a morte abandone seus entes queridos; representantes da mídia e de organizações médicas e científicas; influentes líderes religiosos e poderosas agências governamentais, todos mexem seus pauzinhos para ganhar uma posição de vantagem e influência e obter o máximo controle sobre o dom mais poderoso de que já se teve notícia. Em meio à confusão, Lynn e seu ex-marido, Joe, lutam para encontrar uma maneira de escapar com C. J., para mantê-lo em segurança e de alguma forma tornar possível que ele tenha uma vida normal novamente. Mas para isso eles precisam agir rápido, antes que o garoto seja levado por algum dos vários interessados em seu poder. O DOM é um livro ágil e alucinante, que lida com questões sobre morte, vida, amor, ética e fé.

O livro traz a história de C. J , um garotinho de 9 anos que um dom muito especial: ele pode curar as pessoas que estão doentes e trazer os mortos de volta a vida. Acontece que  apesar de parecer uma benção, esse dom acaba desencadeando inúmeras situações e as coisas começam a sair do controle. Após alguns acontecimentos, a história sobre o milagroso C.J vaza na imprensa e ele começa a ser perseguido. Ela passa a receber incontáveis visitas de pessoas que querem curar suas doenças e trazer de volta seus entes queridos.
Assim começa uma batalha pelo menino, onde cada um tem suas próprias intenções. O Cardeal quer levar o menino para o Vaticano para proteção, mas não sem antes conquistar seus benefícios, o governo que estudá-lo e até o pai quer ganhar dinheiro com o dom do filho, apenas a mãe quer preservar seu bem-estar e mante-lo protegido.

Como vocês podem ver a trama é tensa e confesso que mexeu comigo consideravelmente, principalmente por trazer um inocente com um cargo tão pesado, onde poucas pessoas se importam de verdade, a maioria pensa apenas em seu próprio beneficio. O egoismo do ser humano não tem limites e o autor trabalhou isso muito bem.

A narrativa de Robert é ótima, ele alterna a história em várias perspectivas, o que torna a trama mais envolvente e ágil. Ele é bem descritivo e tem um jeito próprio de conduzir o leitor. 
Tiro meu chapéu para o autor, pois ele mesclou de forma primorosa o sobrenatural, o drama, as investigações, o amor e conseguiu criar algo original e tocante, que mexe com o leitor e o induz a várias reflexões importantes.
          
O Dom foi um thriller maravilhoso com um final chocante e abordou muitos temas significativos como compaixão, ganância, fé e ética. Gostei dos personagens que foram muito bem explorados, gostei da forma como o autor mostra o egoismo do ser humano em relação ao próximo e gostei mais ainda do quanto o livro me surpreendeu e o quanto o enredo conseguiu me envolver. Recomendo muitíssimo a todos os tipos de leitores.

Postar um comentário