ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

29 agosto 2015

Peter Pan Tem Que Morrer (John Verdon) - Ed. Arqueiro

Série: Dave Gurney #4
Editora: Arqueiro
Autor: John Verdon
Páginas: 400
Nota do Sempre Nerd: 3,5/5

Post válido como ponto extra para O Sorteio O Despertar do Príncipe  #Especialeditoraarqueiro
Peter Pan tem que morrer traz de volta o detetive Dave Gurney, protagonista de Eu sei o que você está pensando, Feche bem os olhos e Não brinque com fogo. “Uma sofisticada trama de suspense que os aficionados por mistério adorarão tentar resolver. Com um enredo tenso, cheio de intrigas inimagináveis, Peter Pan tem que morrer desafia a inteligência do leitor até sua dramática e espantosa conclusão.” – Library Journal No mais tortuoso romance policial escrito por John Verdon, o especialista em mistérios David Gurney dedica sua mente brilhante à análise de um assassinato terrível que não pode ter sido cometido da forma como os investigadores responsáveis pelo caso afirmam que foi. Detetive aposentado do Departamento de Polícia de Nova York, ele precisa cumprir uma espinhosa tarefa: determinar a culpa ou a inocência de uma mulher condenada pela morte do próprio marido. Ao descascar as diversas camadas do caso, Dave logo se vê travando uma perigosa guerra de inteligência contra um investigador corrupto, um cordial e desconcertante chefe da máfia, uma jovem linda e sedutora e um assassino bizarro que tem a altura e os traços de uma criança – aparência que lhe rendeu o apelido de Peter Pan. A uma velocidade assombrosa, reviravoltas assustadoras começam a ocorrer e Dave é sugado com força cada vez maior para dentro de um dos casos mais sombrios de sua carreira. 

Hoje trago para vocês um livro que infelizmente não me agradou muito.
Eu tinha grandes expectativas em relação a Peter Pan Tem Que Morrer, pois adoro o John Verdon, acho a escrita dele deliciosa e seu protagonista, o detetive Gurney, sensacional, mas nesse volume o autor errou a mão e acabou sendo apenas mediano em algo no qual ele geralmente é incrível. Então deixo claro que não é que o livro seja ruim, mas ele não é tão bom quanto os anteriores do Verdon.

A princípio achei que haveria uma trama bem complexa, com várias história interligadas, como o autor costuma fazer, mas nesse livro a trama segue apenas uma linha de raciocínio, o que deixou o livro um pouco mais fácil, porém meno emocionante. 
Apesar do pano de fundo ser muito interessante, o desenvolvimento da história em si não correu muito bem.  Mesmo ficando curiosa a respeito do crime, eu me vi arrastando a leitura em muitas partes e confesso que isso se deve ao fato principalmente do autor ter se estendido em momentos que não eram relevantes para a trama. Confesso que as partes sobre a vida pessoal do detetive Gurney me irritaram muito. 
Eu até gosto quando o autor desenvolve a vida pessoal do detetive, acho isso de extrema importância em um romance policial, pois com isso a gente cria uma conexão, um laço mais forte não só com  o profissional, mas com a pessoa em si. Porém as partes abordadas aqui eram insignificantes, os diálogos de Gurney com a esposa eram chatos e cansativos, aliás Madeline, a esposa de Gurney, é muuuuuuiito chata, e isso me cansou e fez com que eu tirasse vários pontos na hora de avaliar o livro. Sério, que mulher irritante e cansativa.

A escrita do autor continua ótimas, mas foi sua forma de levar os acontecimentos que eu não gostei, prefiro seus livros anteriores. O desfecho foi um pouco previsível, mas eu gostei bastante da forma como a história se encerrou, acho que o autor foi bem coerente.

Embora a história tenha me aborrecido, eu ainda recomendo muito a leitura dos livros anteriores do Verdon se você gosta de romance policial, pois o autor tem uma genialidade incrível e seus enredos tomam grandes proporções e tornam suas histórias algo fantástico e memorável. 

Espero que seu próximo livro traga um vilão bem inteligente e um enredo bem engenhoso para que o detetive Gurneynvolte a brilhar, afinal Dave é um protagonista e tanto e Verdon já tem meu coração, mesmo que não tenhamos nos entendido muito bem dessa vez.  Apesar de tudo é um livro que vale principalmente pelo protagonista.

8 comentários :

  1. Participando.
    mau_diniz09@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Apesar da critica morna, eu ainda estou com vontade de ler algo do autor. Ouço elogios aos livros dele - principalmente com esse detetive. Bom tem várias opiniõrs para conhecer vários pontos de vistas sobre a obra...

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline!

    Fiquei foi triste, porque também tinha grandes expectativas com esse livro e que pena que nem é essas coisas todas.
    Dizem que os livros do Vernon são ótimos, nem sei o que aconteceu aqui.

    Rudynalva Correia Soares

    rudynalva@yahoo.com.br

    Participo e mais tarde
    sairá divulgação no blog.

    “Quanto mais nos
    elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.”(Friedrich
    Nietzsche)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    É sempre uma pena quando um livro nos desaponta... Ainda que "Peter Pan tem que morrer" não tenha sido tão satisfatório, pretendo ler os outros livros de John Verdon! Ouvi boas críticas e adoro histórias de investigação criminal!
    Espero que o próximo livro dele seja melhor!!


    Bjs da Cami
    https://mynerdbubble.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não conheço o John Verdon, mas oq me chamou a atenção foi o titulo do livro, queria entender melhor. Fora que a capa está linda tb e fiquei interessada.
    Acho que vc nao gostou tanta talvez pela alta expectativa, e pelo autor nao ter feito uma historia mais complexa.
    Eu gosto mtooo de livros policiais, adoro a série CSI por isso, essas coisas de raciocinar, coletar provas e tal, me deixa ansiosa pra saber tudooo...
    Ainda quero ler esse livro e conhecer a escrita do autor.

    ResponderExcluir
  6. Li algumas resenhas e esse livro não me chamou a atenção. Talvez, se eu vier a lê-lo, eu goste da trama.

    ResponderExcluir
  7. Cristiane de oliveira15 de setembro de 2015 14:06

    Eu gosto também dos livros do autor, pena que esse não seja tão bom mas que vale a pena ler, gosto de livros policiais e me agrado até com os previsiveis, achei legal seu comentário e mesmo assim estou louca pra ler pra ver como me sinto em relação a essa leitura em particular.

    ResponderExcluir