ÚLTIMAS RESENHAS

Latest in Tech

27 novembro 2015

O Despertar do Príncipe (Coulleen Houck) - Ed. Arqueiro

Série: Deuses do Egito #1
Editora: Arqueiro
Autor: Coullen Houck
Páginas: 384
Nota do Sempre Nerd: 4/5
O despertar do príncipe é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia. Colleen Houck é autora de A maldição do tigre, série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil. “Os fãs de Rick Riordan vão se divertir com esta fantasia. Uma narrativa incrivelmente bem pesquisada com um ar de mistério e romance.” — School Library Journal Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.


O Despertar do Príncipe traz a história de Lilliana Young, ou simplesmente Lily. Uma jovem rica, de vida luxuosa, mas que sofre imensa pressão de seus pais para que atenda as expectativas sociais em torna dela, desde a escolha de sua carreira, até suas amizades, seus pais querem decidir tudo por ela.


Uma das coisas que Lily mais gosta de fazer quando está com tempo livre é visitar o Museu Metropolitano, onde seu pai faz grandes doações. Em uma dessas visitas ela se depara com um príncipe egípcio recém-desperto, que precisa encontrar seus outros irmãos para completar uma cerimônia que salvará a humanidade.

Eu já havia lido a série da Maldição do Tigre da autora e havia gostado muito, aqui a Coullen segue a mesma fórmula da série anterior e apesar de O Despertar do Príncipe ser um livro adorável, em alguns momento parecia mesmo que eu esta relendo A Maldição do Tigre, só que com uma protagonista mais agradável. O príncipe Amon tem praticamente a mesma personalidade romântica de Ren. Exite também o fato clichê: uma mocinha que está tentando ajudar um príncipe amaldiçoado a salvar o mundo, enquanto tenta resistir aos seus sentimentos por ele (já viu isso em algum lugar?). Confesso que isso me incomodou um pouco, mas eu insisti na leitura mesmo assim, primeiro porque a narrativa da Coullen é deliciosa, ela sabe prender o leito e depois porque fazia um bom tempo que eu não lia YA e ás vezes a gente precisa de um livro assim mais leve e fofo.

Com certeza valeu a pena insistir, pois apesar das semelhanças com a Mladição do Tigre, nesse livro é possível perceber uma grande evolução na narrativa de Coullen, que já era maravilhosa. Como eu disse anteriormente, aqui tempos também uma protagonista menos reclamona que a Kelsey, ela tem seus momentos chatinhos e chiliquentos, mas ainda assim Lilly consegue ser mais agradável.

O livro também dá uma aula sobre a cultura egípcia e isso foi fantástico, adorei conhecer um pouco mais sobre a religião e seus deuses. A ambientação está incrível, fabulosa, é possível viajar entre os países e as cidades junto com os personagens.

Outra coisa fofa é o romance que surge entre Amon e Lilly, tudo acontece aos poucos e de forma natural, os sentimentos entre eles vão se intensificando gradualmente.

O Despertar do Príncipe mescla aventura, magia e romance de forma agradável e despretensiosa, é um ótimo livro para se ler em um fim de semana quando queremos relaxar, ou mesmo quando precisamos de uma leitura mais leve e graciosa, apenas para se divertir e sonhar com príncipes encantados... ou seriam amaldiçoados? 

Super indico para as românticas de plantão!

Postar um comentário