Header Ads

ad

A Guardiã de Histórias (Victoria Schwab) - Ed. Bertrand Brasil

Série: The Archived #1
Editora: Bertrand Brasil
Autor: Victoria Schwab
Páginas: 322
Nota do Sempre Nerd: 4/5 
Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir Histórias geralmente violentas de acordar e fugir do Arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando Histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências.


Esse é primeiro livro da trilogia The Archived de Victoria Schwab. Eu já havia lido a versão americana do livro, pois quando ele foi lançado nos EUA foi um alvoroço e muitos booktubers estrangeiros que eu acompanho elogiaram a obra. Então acabei comprando e devorando. Quando a Betrand anunciou o lançamento fiquei louca para conferir a tradução.

Aqui temos Mac, uma adolescente que é uma guardiã de histórias, uma missão que foi passada pelo seu avô após a sua morte e que ela, mesmo com medos e receios acabou aceitando. Um guardião e histórias deve impedir que histórias violentas fujam do arquivo, algo que pode ser extremamente perigoso e desafiador.

O universo criado pela autora é algo fabuloso e impressionante. Aqui o mundo é divido da seguinte forma: o Exterior, mundo que habitamos, o Arquivo lugar onde ficam as Histórias e os Estreitos um loca entre os dois mundos. Quando alguém morre sua História fica guardada no Arquivo e tudo o que a pessoa fez fica registrado, como um arquivo mesmo, porém é como se o corpo estivesse ali conservado.

A narrativa é em primeira pessoa, dessa forma acompanhamos as aventuras e as emoções de Mac.  Por ser um livro para o público jovem a linguagem é fácil e simples, o que deixa a história com um ritmo mais rápido, além de ter capítulos curtos.

O enredo é bem envolvente e o leitor se vê inserido em um mundo completamente original, onde o universo foi desenvolvido de forma criativa e única. A autora conseguiu provar que ainda é possível inovar e criar excelentes YA de fantasias.

Como se trata de um livro para adolescentes, o mistério não é tão fabuloso, mas ainda sim é um livro que diverte e envolve o leitor, tanto que é difícil largar a leitura e fazer outra coisa. Com certeza uma aventura inesquecível e com um final surpreendente, daqueles de tirar o fôlego.

Quanto a edição brasileira, devo confessar que prefiro a capa original, pois é mais sombria e traz uma ideia melhor sobre a história, fora isso a Bertrand está de parabéns, a tradução está excelente e a diagramação perfeita.

A Guardiã de Histórias é um livro ótimo que foge da maioria dos clichês e proporciona uma leitura agradável, além de trazer  um desfecho assombroso. Leitura mais que recomendada!


Um comentário:

  1. Alessandra Fernandes2 de junho de 2016 21:43

    Aline, se essa leitura de A Guardiã de Histórias é recomendada por você, só me resta adicionar em minha lista de desejados. Confesso que logo que o vi, eu fui atraída pela capa, e lendo a resenha, onde encontrei uma história bem diferente do que estou acostumada a ler, com fantasia e um novo mundo, achei tudo fascinante! Lerei assim que tiver a oportunidade.
    Bjs!

    ResponderExcluir