Header Ads

Header Ads

No Seu Olhar (Nicholas Sparks) - Ed. Arqueiro


Série: -
Editora: Arqueiro
Autor: Nicholas Sparks
Páginas: 432
Nota do Sempre Nerd: 1,5/5

Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington.
A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve.
Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar.
Porém, nessa frágil busca por um recomeço, o relacionamento deles é ameaçado por uma série de incidentes suspeitos que reaviva antigos sofrimentos. E quando um perigo real começa a se impor, Colin e Maria precisam lutar para que o amor sobreviva.
Com uma trama madura e repleta de emoções e de suspense, No Seu Olhar mostra que o amor às vezes é forjado em crises que ameaçam nos destruir e que o primeiro passo para a felicidade é acreditar em quem podemos ser.


Quando eu pego um livro do Nicholas Sparks eu espero um romance singelo, terno e maduro, do tipo que fazem a gente sorrir e até se emocionar. Uma das coisas que eu mais gosto no tio Nick é exatamente a segurança de um enredo pré-montado, diga-se fórmula, onde sabemos que vamos encontrar uma trama linda, com personagens, muitas vezes sofridos e finais de provocar lágrimas. No entanto, eis que trago aqui minha primeira decepção com o autor, em No Seu Olhar ele decidiu entrar na onda dos bad boys e criar um “mocinho” boçal e imaturo e o pior já é um homem maduro. Serio tio Nick um bad boy tiozão?????

O Colin, é um homem de 28 anos que se comporta como um adolescente de 18, já esteve envolvido em muitas brigas, adora violência, foi preso e luta .... Travis???(alguém). Sério parece uma cópia de Travis Maddock de Belo Desastre, livro que eu detestei, por sinal. Aí o rapaz decidi mudar seu comportamento infantil e se tornar um bom moço... zzzzz.

Gente, ou tem alguma coisa errada com o mundo, ou eu que sou velha e faço parte do tempo em que se gostava dos bonzinhos, educados e gentis (Sr. Darcy, cadê você pelo amor???). Eu acho esses tipo de personagens um saco e não tenho paciência. A vitimização desses sujeitos, algo muito recorrente na literatura ultimamente, é o que mais me irrita, pois não acredito nisso e muito menos na mudança de comportamento deles, que de boçais passam a cavalheiros.

Sobre a protagonista Maria, simplesmente frustrante, não é possível que uma mulher de 30 anos, vivida, advogada, se comporte como ela. Gente é muito incoerente... Acho que o Sparks deveria ter escrito um livro com personagens adolescentes e voltado para esse público, talvez até funcionaria.

Infelizmente Sparks errou a mão feio nesse livro, que só me deixou frustrada e irritada, pois imagino quantas adolescentes são influenciadas por esse tipo de romance e acham caras assim o máximo e o pior acreditam que vão transforma-los.


Não recomendo, uma das leituras mais fracas do ano. Continuo amando o Sparks, mas espero que ele pare de se deixar influenciar por essa moda de caras bárbaros e volte a escrever bons romances, mesmo usando aquela velha fórmula.

6 comentários:

  1. Oi!
    Não tinha lido o livro ainda, mas eu adorei a sua resenha. Que sinceridade, eu adoro isso. Ainda bem que li a sua resenha, esta é exatamente o tipo de leitura que eu corro longe.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que decepção. Sempre ouvi falar tão bem desse autor que não esperava um livro tão fraco como esse, de verdade. Quem é que ia imaginar algo tão diferente do que ele costuma fazer e mais envolto na moda? Quando eu começar a ler algo dele, não será por esse livro, definitivamente.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu já li uns 4 ou 5 livros do Sparks e depois disso até quis dar um tempo porque fiquei um pouco incomodada com essa fórmula pronta à la Dan Brown. Ambos são ótimos escritores e têm livros bons, mas que na minha opinião são mais apreciados quando não lidos em grande quantidade em pouco tempo. Acho que pro Sparks, que lança muito mais livros que o Brown, isso pesou mais na cabeça e ele quis arriscar em outra fórmula que tá fazendo sucesso na mão de outros autores... Pelo menos pra mim é uma pena, porque essa fórmula até agora não me agradou, independentemente de quem escreva.

    ResponderExcluir
  4. rudynalvacorreiasoares26 de setembro de 2016 21:15

    Aline!
    Venho notando já em alguns livros do Nicholas, várias mudanças.
    Não li esse ainda, mas não gostei também das mudanças que relatou... Uma pena!
    “A sabedoria só nos chega quando não precisamos mais dela.” (Che Guevara)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. rudynalvacorreiasoares29 de setembro de 2016 20:27

    Aline!
    Não sei o que está acontecendo, pois meus comentários não aparecem. Uma pena porque tenho o maior trabalho em comentar nas postagens e depois o comentário não aparece.
    Já havia comentado aqui...
    cheirinhhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nenhum livro de Nicholas Sparks e nem lerei. Não gosto de romances clichês e pelo que já li de resenhas sobre seus livros, são sempre as mesmas histórias.

    ResponderExcluir

Disqus for Sempre Nerd